O fundo deste blogue é propositadamente escuro, para proporcionar um menor consumo energético.

2011-03-21

Jazz, deixem passar o

Com quatro letras apenas, se escreve a  palavra Jazz...
Música inebriante e impúdica.
Música da noite, do sonho, da aventura, da insónia, do devaneio.
Música que nos arranca das trivialidades diárias e nos transporta para outra dimensão.
Sempre igual, sempre diferente.
Será que nos transforma em seres mutantes? O momento "após" é sempre diferente do "antes".
Jazz!
J..., começa por um estalar dos dedos, a..., continua por variações infinitas e, zz..., prolonga-se esvoaçando, sem nunca ter fim.

Take Five, composta por Paul Desmond e lançada para a imortalidade pelo quarteto de Dave Brubeck, já teve um sem número de interpretações.
Esta que aqui vos deixo, é mais uma, numa magistral actuação de Kurt Elling e All Jarreau:

 

2 comentários:

  1. Tanta inspiração nas palavras, quase me convertias ao Jazz :p

    ResponderEliminar
  2. ESPECTACULAR VERSÃO DO "TAKE FIVE".

    ABRAÇO.

    ResponderEliminar